Tags no Azure

Hoje vamos falar sobre um dos recursos mais esquecidos do Azure, as Tags (ou etiquetas). Hoje, tudo dentro do Azure é obrigado a estar dentro de um Resource Group e isso é bom, se comparado a console clássica onde não existia uma organização por grupo, ganhamos muito em gestão, entretanto, essa “facilidade” em alocar recursos que fazem parte do mesmo projeto em grupos, pode virar um pesadelo.

Uma estrutura sem a devida padronização e organização pode ser um problema na vida de administradores e gestores de cloud. Imagine um ambiente grande, com várias pessoas fazendo gestão de recursos específicos, não é nada complexo de ser ter um pandemônio de recursos, tanto a nível de organização, consumindo $$$ sem utilização ou até mesmo com exclusões e/ou modificações não autorizadas. Imagine tentar encontrar todos os recursos de um determinado projeto dentro um Resource Group com mais de 400 recursos?

Esse tipo de situação pode ser facilmente contornado com a utilização das Tags. Imagine saber exatamente quais recursos fazem parte de qual projeto, ou quais recursos já foram testados e validados pela equipe e estão prontos para entrar em produção com uma simples pequisa via CLI ou via console? Tudo isso é facilitado com a utilização de tags. Nesse artigo farei você aprenderá como uma convenção de tags pode te ajudar a gerenciar melhor se ambiente em Cloud. Let’s rock.

Azure Tags

Imagine que cada Resource Group seja um caderno onde você pode alocar várias informações (recursos) para consulta (utilização) futura. No dia a dia a medida que mais informações vão sendo adicionadas a esse caderno é importante marcar (tag) onde determinada informação está ou ao que ela faz parte. Esse basicamente é o processo que faremos dentro do Azure. Cada recurso ou resource group pode conter até 15 tags para sua identificação.

As tags são compostas por: Campo: Valor. Exemplo:

Depto: IT
Status: Test
CentroDeCusto: RH

É importante aqui definir uma nomenclatura padrão para que não existem incoerências em futuras pesquisas.

Gerenciando tags

O processo de criação é simples. Durante a criação de um recurso, sempre haverá uma aba para que você defina as tags que deseja para o recurso ou Resource Group. Caso, durante a criação você não crie as Tags é possível adicionar depois, via código ou console.

Via código, vamos utilizar o PowerShell ou Azure CLI. Vou deixar um exemplo em PS e por sua conta fica o Azure CLI.

New-AzureRmTag -name “Owner” -value “NathanPinotti”

O comando acima criará uma Tag “Owner”, com o valor já pre-definido “NathanPinotti”

Um ponto importante e que deve ser levado em conta. As tags não são herdadas pelos recursos dentro de um Resource Group, então, se você não fez o dever de casa e já criou seu ambiente com um padrão de Tags, terá de incluir as demais manualmente, ou buscar algum script que faça isso.

Como buscar recursos com Tags?

Aqui temos também opções via Console ou linha de comando. Via console, basta utilizar o filtro disponível na aba de “Overview” do recurso. Veja o exemplo:

Veja que na imagem à direita utilizei o filtro com a Tag “Depto”. Via Powershell é super simples também.

(Get-AzureRmResourceGroup -Tag @{CostCenter=”IT”})

No comando eu peço para buscar todos os Resources Group que tenham a tag CostCenter:IT.

Conclusão

Esses são alguns exemplos de como as tags podem te ajudar. Além de organizar podemos controlar também o financeiro (quanto cada recurso gasta), automação e vários outros pontos utilizando as Tags como referência.

Montar uma documentação padronizando e contando com a ajuda das policies para forçar o uso de Tags é garantia de sucesso na gestão de seu ambiente!

Espero que tenha curtido! Grande abraço \,,/

Please follow and like us: